Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2021 às 09:12

Servidores municipais ativos e beneficiários do IMPS JALES devem fazer Censo Previdenciário a partir de janeiro

O IMPS Jales dará início ao Recenseamento Previdenciário a partir de 04 de janeiro.

thumbnail

Com o intuito de atualizar a base de dados de todos os seguradose garantir a tranquilidade na concessão de benefícios previdenciários, o Instituto Municipal de Previdência Social de Jales informa que será aberto o Recenseamento Previdenciário dos servidores ativos do Município de Jales.

De acordo com o Superintendente do Instituto Municipal de Previdência Social de Jales, Claudir Balestreiro, “o Censo Cadastral Previdenciário foi instituído e regulamentado pelo Decreto Municipal n.º 8.290/20, sendo de caráter obrigatório a todos os servidores públicos ativos, titulares de cargos efetivos da Administração Pública Direta, Autárquica, e do Poder Legislativo do Município de Jales, dos inativos e pensionistas vinculados a este instituto, a fim de atualizar os dados cadastrais dos segurados do IMPS”.

O recadastramento será realizado no período de 04/01/2021 à 30/06/2021 e o servidor deverá atualizar seus dados via internet, através do site do IMPS JALES (www.impsjales.com.br).

Servidor ativo, aposentado ou pensionista a ser recenseado que não comparecer para realizar a atualização cadastral terá o pagamento de sua remuneração ou proventos de aposentadoria ou pensão bloqueados, ficando seu restabelecimento condicionado ao comparecimento junto ao IMPS Jales para sua regularização.

Com informações da Secretaria de Comunicação.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Idoso morre após ser atropelado em rodovia em Fernandópolis

thumbnail

Segundo a Polícia Rodoviária, vítima tentou atravessar a pista com uma bicicleta e foi atingida por um veículo.

Jales recebe 710 doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19

thumbnail

Jales recebeu na manhã desta quarta-feira (27), 710 doses da vacina contra Covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com o Laboratório AstraZeneca.