Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2020 às 09:26

Santa Fé do Sul - A partir de fevereiro servidores municipais terão novos benefícios nos salários

Índice de reposição salarial e do ticket alimentação ainda não foi definido e hora/aula dos professores PEB 1 e PEB 2 foram equiparados a R$13,05.

thumbnail

O Prefeito Municipal da Estância Turística de Santa Fé do Sul anunciou na manhã desta segunda feira, 27 de janeiro, algumas ações que segundo ele estavam previstas no Plano de Governo.

Ao lado dos vereadores Aniceto Facione, Renato Ferraz, Leandro Magoga, Jhonatan Magalhães, Ronaldo Lima, Neiva de Souza e do vice Alcir Zaina, e assessores de governo,  o alcaide anunciou aos servidores que a partir de abril/2020  transformará o Ticket alimentação em pecúnia, ou seja os valores serão creditado em conta corrente (holerite). Desta forma o servidor poderá utilizar os recursos em qualquer estabelecimento. O contrato com a empresa dos cartões alimentação vence no final de março.

Uma demanda antiga dos servidores e do próprio sindicato da categoria era a atualização dos valores de menor referência na esfera administrativa que estava inferior ao valor do salário mínimo, que estava sendo compensado com algumas complementações, a partir de fevereiro o menor salário referência na Prefeitura será de R$ 1.045,00.

Para os professores da rede municipal de Educação o Prefeito anunciou a equiparação de valor da Hora/Aula tanto para PEB 1 e PEB 2 que passa a ser R$13,05.

Até meados de fevereiro o Prefeito Ademir Maschio deverá encaminhar a Lei que estabelecerá a reposição salarial e do Ticket alimentação que será baseado no IPCA. As expectativas do índice acumulado de março de 2019 a janeiro de 2020 e de aproximadamente 4,20%.

Ademir Maschio também anunciou que até o final de maio será implantado os planos de carreiras para todos os servidores municipais, incluindo a Guarda Civil Municipal.

Reposição salarial em três anos totalizou 10,39% e reajustes no ticket alimentação

No primeiro ano de governo em 2017 - A Administração Municipal da Estância Turística de Santa Fé do Sul-SP, concedeu reposição salarial ao funcionalismo de 4,08%, adotando o IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo.

Em 2018 a reposição salarial ao funcionalismo foi de 2,51%, adotando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acumulado de abril de 2017 a março de 2018. No mesmo ano foi concedido aumento no vale alimentação de 5%. Para os funcionários que recebiam remuneração mensal até R$ 1.950,00 (um mil novecentos e cinquenta reais), passaram a receber R$ 260,48 (duzentos e sessenta reais e quarenta e oito centavos) e para aqueles com remuneração mensal acima de R$ 1.950,01 (um mil, novecentos e cinquenta reais e um centavo) o valor foi de R$ 81,98 (oitenta e um reais e noventa e oito centavos).

Em setembro de 2018, os vereadores aprovaram a Lei 102/2018 do Executivo que autorizou em caráter excepcional conceder promoção por merecimento que reparou o atraso de quase 13 anos em que os governos anteriores não aplicaram aos servidores. A Lei beneficiou os servidores que tiveram seus salários de referências atualizados. Eles passaram a receber os novos salários em 2019, impactando a folha em aproximadamente R$400 mil mensais.

No ano de 2019 - Ademir Maschio concedeu reajuste de 3,8% aos funcionários, adotando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acumulado de abril de 2018 a fevereiro de 2019.

Os anúncios feitos pelo Prefeito Ademir Maschio atingirão os funcionários da administração direta, autarquias e fundação.

Com informações de Informa Mais.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Jales - Donizethi da Citrus Jales assume diretoria do Projeto Corpo e Mente em Movimento

thumbnail

A posse da nova diretoria será realizada na noite desta sexta-feira, 21 de fevereiro, na sede do projeto com a presença de integrantes e autoridades.

Promotor questiona Prefeitura de Jales após falta de merenda na ETEC

thumbnail

A Representação no Ministério Público ocorreu após denúncia do vereador, Luiz Henrique Viotto, o Macetão. A Prefeitura terá cinco dias para responder aos questionamentos.