Quarta-Feira, 29 de Julho de 2020 às 16:51

SAE/CTA orienta sobre os diferentes tipos de hepatites virais

As hepatites virais são doenças silenciosas que provocam inflamação do fígado e nem sempre apresentam sintomas. No Brasil, são causadas mais comumente pelos vírus A, B, C ou D.

thumbnail

Na campanha Julho Amarelo 2020, que trata do combate às hepatites virais, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do SAE/CTA de Jales (Serviço de Assistência Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento), está reforçando o alerta sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce durante todo o mês.

As hepatites virais são doenças silenciosas que provocam inflamação do fígado e nem sempre apresentam sintomas. No Brasil, são causadas mais comumente pelos vírus A, B, C ou D. Existe ainda o vírus E, com predominância na África e na Ásia. Representam um problema de saúde pública de grande importância, pois é significativo o número de pessoas atingidas e não identificadas.

É importante lembrar que os vírus que transmitem as hepatites A e E são contagiosos, sendo sua transmissão via fecal/oral, por meio do contato com indivíduo portador do vírus ou por meio de água ou alimentos contaminados. Sendo assim, a forma de prevenção mais eficaz é voltada para a melhoria do saneamento básico e dos hábitos de higiene. Nas hepatites A e E é comum os pacientes não apresentarem sintomas. Quando ocorrem, eles incluem cansaço, tontura, enjoo, vômitos, febre, dor abdominal, urina escura, fezes claras, além de pele e olhos amarelados. O diagnóstico destas doenças é feito através de exame de sangue e não existe tratamento específico na fase aguda da infecção. A cura geralmente ocorre de forma espontânea. É importante se prevenir para evitar casos graves da doença.

Já as hepatites B, C e D apresentam algumas semelhanças em suas formas de contágio. A hepatite C ocorre através da transfusão de sangue contaminado que não teve o vírus detectado, pelo compartilhamento de seringas no uso de drogas ou de objetos de higiene pessoal, como alicates de unha. Ela também pode ser transmitida através de relações sexuais sem uso de preservativo. Já a hepatite B, além de contaminar da mesma forma que a hepatite C, também é passada de uma mãe infectada para o filho durante a gestação, o parto e a amamentação. A hepatite D depende da presença do vírus causador do tipo B para infectar uma pessoa.

Para evitar o contágio das hepatites B, C e D é de extrema importância o uso de preservativo em todas as relações sexuais, bem como não compartilhar objetos de uso pessoal como barbeadores e alicates de unha. Os primeiros sintomas apresentados pelos pacientes lembram uma forte gripe. A pessoa se sente cansada, com tontura e náuseas. Algumas apresentam febre ou dor na região do fígado. O corpo pode ficar amarelado, principalmente os olhos, além de também apresentar urina escura e fezes claras. Essas infecções são diagnosticadas através de exames de sangue específicos e o tratamento pode ser feito por meio de medicação.

A coordenadora do SAE/CTA de Jales, Dieine Morise Garcia, destaca a importância do diagnóstico. “É imprescindível que as pessoas com maior exposição aos riscos de contaminação façam a testagem periodicamente, de preferência sempre que se exporem ao risco. Hoje temos em Jales a disponibilidade de testes rápidos para as hepatites B e C nas unidades de saúde do município, no SAE/CTA e no AME (Ambulatório Médico de Especialidades), ou seja, são muitas as opções para combater a doença. Além disso, a imunização para hepatites B e A estão disponíveis nas salas de vacina nas unidades de saúde da rede municipal”.

“Com a pandemia, a metodologia de execução da campanha não pode ser a mesma de anos anteriores, já que é importante evitar aglomerações durante as ações de prevenção. Porém, os profissionais de saúde estão atentos para reforçar as orientações nos atendimentos individuais e na intensificação da oferta das vacinas e do teste rápido. Todo o protocolo de segurança em relação à COVID-19 está sendo seguido pelas profissionais”, completou Dieine.


SERVIÇO

Serviço de Assistência Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento – SAE/CTA

Endereço: Rua França, nº 2300, (esquina com a Rua 7), Jardim Micena

Informações: (17) 99781-7900

Horário de Funcionamento: segunda a sexta-feira das 7 às 10 horas e das 13 às 16 horas.

Com informações da Secretaria de Comunicação.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Jales confirma 16 novos casos em 24 horas e mais uma morte por Covid-19

thumbnail

Nas últimas 24 horas, a Vigilância Epidemiológica Municipal registrou nesta quarta-feira, 29 de julho, 47 notificações de casos suspeitos para a Covid-19 (Coronavírus) em Jales.

Jales - Empresa vistoria Viaduto Antonio Amaro para elaborar projeto de recuperação

thumbnail

A empresa tem prazo de 300 dias após a Ordem de Serviço para a execução do projeto.