Segunda-Feira, 12 de Novembro de 2018 às 17:27

Rede municipal de ensino faz toda a diferença na vida de alunos da Educação Especial em Jales

O direito do aluno à educação de qualidade, igualitária, inclusiva e centrada no respeito à diversidade humana

thumbnail

Diante da inevitável diversidade humana, a sociedade é composta por diferentes identidades plurais e particularidades que tornam indispensável o desenvolvimento de uma educação de qualidade para todos. Com o objetivo de semear a inclusão, independente de qualquer diferença física, cognitiva, social, cultural, e na busca de propiciar educação para todos, cada vez mais Jales tem se organizado e aperfeiçoado para atender os alunos público alvo da Educação Especial, uma vez que esta é uma modalidade transversal a todos os níveis, etapas e modalidades de ensino e parte integrante da educação regular, realizando o atendimento educacional especializado, disponibilizando os recursos, serviços e orientando quanto a sua utilização no processo ensino-aprendizagem, de modo a garantir a educação escolar e promover o desenvolvimento das potencialidades dos educandos.

Em Jales, a educação especial é voltada para pessoas com deficiência; com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e pessoas com altas habilidades (superdotação). De acordo com a secretária municipal de Educação Lourdes Marcondes Rezende “atualmente a rede municipal possui aproximadamente 44 alunos matriculados em salas de recursos multifuncionais com atendimento educacional especializado na educação fundamental e 8 alunos na educação infantil”.

Segundo a coordenadora da Educação Especial, Márcia Batista Ataides, que realiza um belíssimo trabalho em Jales, “na rede municipal de ensino de Jales existem alunos diagnosticados com Autismo, deficiência intelectual, deficiência física / paralisia cerebral, Síndrome de Down, Deficiência Múltipla e Deficiência Auditiva”.

A coordenadora disse que o município disponibiliza 4 salas de recursos multifuncionais que realizam atendimento educacional especializado com professoras especialistas. Todos os alunos público alvo da Educação Especial estão matriculados na rede regular e frequentam o AEE em período contrário e que “a Prefeitura de Jales disponibiliza transporte para levar os alunos até as escolas para o atendimento especializado”.

No entanto mesmo quando não é possível o aluno ir para as escolas que tem as salas de recursos, as professoras especialistas se deslocam de suas sedes para realizar o atendimento educacional especializado em suas unidades escolares. Jales também contemplou, durante este ano, o atendimento domiciliar de acordo com a Resolução SE 25, de 1/4/2016 e todos os alunos matriculados nas salas de recursos possuem diagnóstico médico/ psicológico de acordo com a Res. 68/2017 do Estado de São Paulo.

As salas de recursos multifuncionais são ambientes dotados de equipamentos, mobiliários e materiais didáticos para a oferta do atendimento educacional especializado. “Nossa rede possui uma parceria com faculdades da região e disponibiliza hoje aproximadamente 28 estagiários, a maioria deles estudantes de Pedagogia, que acompanham os alunos especiais que não possuem autonomia", lembrou Márcia que acrescentou: “No ano de 2018 a Prefeitura em parceria com a Secretaria Municipal de Educação/ Coordenação da Educação Especial ofereceu para as professoras especialistas formação continuada de 40 horas. Houve capacitação sobre Adaptação Curricular em horário de trabalho pedagógico coletivo (HTPC) em todas as escolas municipais; formação sobre autismo em horário de trabalho coletivo (HTC) nas escolas municipais de Educação Infantil que possuem este público alvo”.

Fonte: Secretaria de Comunicação 

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

Ouça a entrevista

imagem

Papa convida um grupo de pobres para um almoço de Natal

thumbnail

Em um evento organizado pela Esmolaria Apostólica, em nome do Papa Francisco, um grupo de pobres assistidos pela Diocese de Roma terão um almoço de Natal oferecido pelos atletas do Grupo Esportivo “Fiamme Gialle"

Escolas municipais de Jales participam da 1ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

thumbnail

Todos os alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental regularmente matriculados nas escolas públicas municipais participaram da OBMEP. As escolas seguiram o regulamento da aplicação, correção e premiação.