Sábado, 17 de Setembro de 2022 às 07:32

Polícia Federal prende dois homens procurados pela justiça na região de Jales

Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela Justiça Estadual de Uberaba/MG e Jales.

thumbnail

A Polícia Federal localizou e prendeu, entre os dias 14 e 16/9, dois homens procurados pela Justiça Estadual de MG e SP há alguns anos. Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela Justiça Estadual de Uberaba/MG e Jales no âmbito de processos criminais relacionados a crimes de roubo e estupro ocorridos entre os anos de 2002 e 2004.

Um dos presos responde por um crime de roubo ocorrido na cidade de Uberaba/MG, que teria sido praticado por ele e outros comparsas em 2004. Ele era procurado pela Justiça daquele Estado, mas foi localizado e preso por policiais federais na última quarta-feira (14/9) na cidade de Jales.

O segundo mandado de prisão preventiva foi cumprido em Fernandópolis/SP na tarde desta sexta-feira (16/9). O preso responde por pelo menos três crimes de estupro na Justiça Estadual de Jales. Os crimes teriam ocorrido entre os anos de 2001 e 2002 em Jales. 

As prisões desta semana fazem parte de ações de inteligência da PF, que objetivam localizar e prender foragidos da justiça. Os presos serão apresentados à autoridade judicial competente e posteriormente conduzidos à Cadeia Pública de Santa Fé do Sul/SP, onde permanecerão à disposição da justiça.

Com informações da Comunicação Social PF Jales/SP.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br 



imagem

Alunos da E.M. Prof. Alberto Gandur participaram de palestra sobre bullying e cyberbullying

thumbnail

O evento, que faz parte do projeto escolar "Bullying não é brincadeira", teve como objetivo conscientizar as crianças sobre os impactos negativos dessas práticas tanto para as vítimas quanto para os agressores.

Jales inicia Junho Violeta com ações de conscientização e combate à violência contra idosos

thumbnail

Em 2011, a ONU estabeleceu o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa em 15 de junho.