Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2019 às 15:24

O segundo dia do Encontro sobre a Proteção dos menores no Vaticano

O segundo dia do Encontro no Vaticano sobre a Proteção dos Menores foi aberto pela oração da manhã em que se pediu para viver uma fé sem hipocrisia.

thumbnail

Também nesta sexta-feira foi lida a experiência de uma vítima de abusos: "Quando eu fui abusado por um sacerdote, a minha mãe Igreja me deixou sozinho ... todos se esconderam e eu me senti ainda mais sozinho sem saber a quem recorrer".

Foi aberto nesta manhã de sexta-feira na Sala Nova do Sínodo, no Vaticano, na presença do Papa, o segundo dia do Encontro sobre "A Proteção dos Menores na Igreja" (21-24 fevereiro).

Na oração inicial de hoje, guiada por Dom Pierbattista Pizzaballa, administrador apostólico de Jerusalém dos Latinos, após o canto do hino "Veni, Creator Spiritus", foi pronunciada em espanhol pela irmã Aurora Calvo Ruiz, superiora geral das Mercedárias da Caridade, uma passagem da Carta de São Paulo aos Romanos , onde o apóstolo convida a viver uma fé sincera, longe de qualquer falsidade e duplicidade: “O amor seja sincero. Detestai o mal, apegai-vos ao bem. Que o amor fraterno vos una uns aos outros, com terna afeição, rivalizando-vos em atenções recíprocas. Sede zelosos e diligentes, fervorosos de espírito, servindo sempre ao Senhor”.

 “ Quando Jesus estava prestes a morrer, sua mãe estava com ele. Quando fui abusado por um sacerdote, a minha mãe Igreja me deixou sozinho. Quando eu precisei de alguém na igreja para falar sobre meus abusos e minha solidão, todos se esconderam e eu me senti ainda mais sozinho, sem saber a quem recorrer. ”

Como no dia de ontem, depois de ouvir o testemunho, seguiu-se um longo silêncio. Na oração final, dom Pizzaballa rezou para que "ninguém jamais tivesse que temer a violência e a opressão" na Igreja, "mas sim encontrar nela toda segurança e ajuda". Então concluiu com este pedido a Deus:

“ Impeça àqueles que exercem o ministério na Igreja de abusar dos outros para seus próprios fins, mas dê a eles a humildade de servir os outros desinteressadamente como discípulos de Jesus. ”

No final da oração, o padre Federico Lombardi, moderador do Encontro, lembrou que hoje a Igreja celebra a Solenidade da Cátedra de São Pedro e "portanto - observou - toda a Igreja reza pelo Santo Padre, pelo seu serviço de ensinamento e guia" e acrescentou: "Fazemos os votos de todo o coração, junto com toda a Igreja ".

O padre Lombardi recordou em seguida o desejo do Papa Francisco de que todos os participantes no Encontro pudessem ter à sua disposição uma documentação oficial das Nações Unidas sobre os temas da luta contra a violência contra as crianças. Por esta razão, entre os documentos distribuídos aos presentes - sublinhou - há o mais recente relatório global das Nações Unidas sobre o combate à violência sobre crianças, intitulado “Toward a world free from violence. Global survey on violence against children” (Rumo a um mundo livre da violência. Pesquisa global sobre violência contra crianças), e o relatório Unicef ​​2017 “A familiar face”, isto é" um rosto familiar, para dizer que a violência contra as crianças, muitas vezes, vem de alguém que é familiar, próximo às crianças. E isso - disse o padre Lombardi - é resultado das investigações universais sobre o problema da violência contra crianças".

Os documentos foram enviados pela Sra. Marta Maria de Morais dos Santos Pais, representante oficial do secretário geral da ONU para o combate à violência contra as crianças, que enviou um e-mail dizendo estar honrada em por poder contribuir com esse "importante Encontro" sobre a proteção das crianças na Igreja e enviou os seus melhores votos "de uma reflexão frutuosa e de bons resultados deste encontro".

Fonte: Vatican News

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Jales - AGRITEC 2019 será realizado em abril reunindo empresas, produtores e alunos

thumbnail

Os envolvidos poderão participar de exposições de tecnologias e demonstrações de equipamentos por parte das empresas parceiras.

Eleitores que deixaram de votar nas três últimas eleições devem comparecer ao Cartório Eleitoral

thumbnail

Relação com nomes de eleitores que podem ter títulos cancelados está disponível na sede do Cartório Eleitoral para conhecimento dos interessados