Segunda-Feira, 19 de Março de 2018 às 11:51

Morre o locutor Paulinho Pena Branca

Morreu na tarde deste domingo (18), aos 58 anos, o famoso locutor de rodeio Paulinho Pena Branca. Ele estava internado no Hospital de Base, em São José do Rio Preto.

thumbnail

Paulo de Souza estava internado para passar por procedimentos médicos, teve hemorragia cerebral e foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), onde equipes de neurologistas e nefrologistas acompanharam o caso de perto.

Há meses o artista fazia tratamento contra uma inflamação, chamada discite, causada por uma bactéria alojada na coluna. A doença tem como sintomas fortes dores que podem levar até a paralisia de movimentos. O quadro se agravou e ele não resistiu.

O corpo será velado na Câmara Municipal. Ainda não há informações sobre o horário do sepultamento.

CARREIRA

Durante 36 anos, Paulinho Pena Branca levou o nome de Auriflama para todo o Brasil. Ele era considerado um dos maiores locutores do País.

Além de ser uma das vozes mais conhecidas das arenas de rodeio brasileiro, o locutor de Auriflama também era compositor e teve canções gravadas por grandes artistas como Inesita Barroso.

POLÍTICA

Em 2000, o locutor concorreu ao cargo de vice-prefeito de Auriflama, em chapa formada ao lado do ex-prefeito Alfio Sbrigio pelo PRP.

RECONHECIMENTO

Em 2016, Paulinho Pena Branca participou do programa Revista de Sábado da TV Tem e contou sua trajetória para o apresentador Marcos Paiva. Na oportunidade, ele foi homenageado pela dupla Chitãozinho e Xororó. 

Fonte: Pô Auriflama

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Ilha Solteira - Carreta com 3 toneladas de MDF tomba em trevo próximo ao Ipê

thumbnail

Uma carreta que carregava mais de três toneladas de MDF, tombou na manhã desta quinta-feira (21), no trevo que fica próximo ao Bairro Ipê, em Ilha Solteira.

Seis anos atrás, a primeira homilia do Papa Francisco na Casa Santa Marta

thumbnail

A celebração da missa na capela da Casa Santa Marta se tornou uma das características mais marcantes do pontificado do Papa Francisco. A um pequeno grupo de fiéis, o Pontífice fala de coração aberto, comentando as leituras do dia.