Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019 às 09:46

Menos intenso, frio volta ao estado de São Paulo nesta semana

Depois de uma semana seca e de temperaturas amenas, a passagem de uma frente fria pelo Estado de São Paulo volta a derrubar as temperaturas.

thumbnail

 O frio desta semana em São Paulo não será tão intenso quanto o que foi registrado há duas semanas com a madrugada mais fria do ano, no dia 7, com termômetros marcando 6,5ºC. Mas estarão presentes de novo as baixas temperaturas.

De acordo com Fabiana Weikamp, meteorologista da Climatempo, o maior impacto do frio será sentido nesta terça-feira, dia 16. "O frio vai permanecer durante o dia, o céu ficará nublado e a chuva pode voltar com fraca intensidade. A temperatura mínima será registrada durante a noite, com média mínima de 9ºC", disse.

Na quarta-feira, 17, a frente fria se afasta para o oceano, entretanto os ventos úmidos ainda devem causar muita névoa na capital paulista. Não há previsão de chuvas significativas na capital, mas pode chuviscar no litoral do Estado.

"A temperatura mínima será registrada no início da manhã desta quarta. Aos poucos a névoa vai se dissipar e o sol aparece entre muitas nuvens no decorrer do dia. Não vai ter aquele céu azul, a temperatura vai subir ao longo do dia", disse.

A partir de quinta-feira, 18 a cidade de São Paulo volta a apresentar aumento na temperatura, principalmente durante a tarde. "Vamos continuar a sentir frio durante as noites e madrugada, mas a tendência até o fim de semana é que a cada dia a temperatura suba mais durante a tarde", explicou.

Com informações de SBT Interior.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Jales - Donizethi da Citrus Jales assume diretoria do Projeto Corpo e Mente em Movimento

thumbnail

A posse da nova diretoria será realizada na noite desta sexta-feira, 21 de fevereiro, na sede do projeto com a presença de integrantes e autoridades.

Promotor questiona Prefeitura de Jales após falta de merenda na ETEC

thumbnail

A Representação no Ministério Público ocorreu após denúncia do vereador, Luiz Henrique Viotto, o Macetão. A Prefeitura terá cinco dias para responder aos questionamentos.