Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019 às 08:59

MEC proíbe entrada de novos estudantes para curso de medicina em universidade suspeita de vender vagas

Decisão publicada nesta quarta-feira (16) no Diário Oficial da União. Há outras sanções como a proibição de transferência de alunos e suspensão do ProUni, Pronatec e Fies. Universidade Brasil foi alvo de investigação da Polícia Federal.

thumbnail

O Ministério da Educação (MEC) determinou que a Universidade Brasil, instituição alvo da Operação Vagatomia que investiga uma organização criminosa suspeita de vender vagas e cometer fraudes no Fies, Prouni e Revalida, cumpra uma série de sanções.

Segundo a decisão publicada nesta quarta-feira (16), no Diário Oficial da União, está suspenso novos ingressos de estudantes para o curso de bacharelado em medicina ministrado pela Universidade Brasil, campus de Fernandópolis.

A suspensão alcança qualquer forma de ingresso, seja por vestibular, outros processos seletivos ou por transferências.

A instituição deve cumprir a medida cautelar de interrupção imediata de transferências internas e externas e aproveitamento de disciplinas de quaisquer cursos superiores para fins de expedição e registro de diplomas do curso de medicina, bem como transferências interna de alunas de cursos da área de saúde.

A publicação também pede que a universidade cumpra a medida cautelar de suspensão da possibilidade de celebrar novos contratos de Financiamento Estudantil (FIES) e de participação em processo seletivo para oferta de bolsas do Programa Universidade para Todos Prouni), bem como restrição à participação no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Ainda de acordo com a publicação, a instituição deve publicar a decisão do MEC “por meio de mensagem clara e ostensiva na página principal de seu sítio eletrônico, esclarecendo as determinações da portaria, inclusive as medidas cautelares, divulgação essa que deverá perdurar até a conclusão do presente processo administrativo, o que deve ser comprovado à Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, no prazo máximo de 30 dias”, diz uma parte da decisão.

Com informações de G1.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Diocese de Jales promove lançamento da Campanha da Fraternidade 2020

thumbnail

'Fraternidade e vida', tema e o lema da edição de 2020 foram discutidos no evento realizado em Fernandópolis na manhã desta quarta-feira de cinzas, 26 de fevereiro.

Homens são detidos pela polícia por suspeita de roubo de carga em Santa Fé do Sul

thumbnail

Dois bloqueadores de sinal de celular e rastreamento, módulos eletrônicos de caminhão e apetrechos utilizados para prática de roubo de carga foram apreendidos pela polícia