Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018 às 12:52

Jales - Mãe de trigêmeos que morreu após passar mal será sepultada nesta terça-feira

Além da mãe, duas das crianças não resistiram e morreram no hospital.

thumbnail

O domingo (18) seguia em ritimo de muita alegria e descontração para a família de Giseli Cristina Sanches de 39 anos, com o chá de bebê que reunia amigos e familiares, para celebrar a proximidade da chegada dos três filhos do casal, um menino e duas meninas.

Mas tudo mudou tão rápido, que ainda nesta terça-feira (20) no dia do sepultamento de Gisele, muitos estão sem entender o que aconteceu. Logo ao fim do chá de bebê, no domingo, a mãe dos trigêmeos, passou mal com forte alteração na pressão arterial. Os familiares prestaram socorro imediato e acionaram o SAMU, contudo a mãe não resistiu a uma parada cardíaca fulminante.

Em uma rápida ação da equipe médica da Santa Casa de Jales, ocorreu uma cesariana, quando foi constatada a morte do menino. As duas meninas que foram retiradas com vida permaneceram internadas na UTI neonatal da unidade. Na manhã de terça-feira (20) uma das meninas não resistiu e também morreu.

Segundo informações obtidas pela reportagem do Jornal do Povo da Rádio Assunção FM, devido aos acontecimentos, foi necessário encaminhar o corpo para o processo de autopsia em São José do Rio Preto, sendo que somente o laudo que ficará pronto em dez dias poderá apontar as causas da morte de Gisele.

O velório municipal de Jales foi tomado por grande comoção, o que deve se repetir ao longo de sepultamento de Gisele, nesta terça-feira ás 10h. Ainda não há informações sobe o velório e sepultamento dos bebês.  A menina que segue internada na Santa Casa de Jales, tem quadro de saúde preocupante, segundo informou familiares. 

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Jales - Ex-prefeita Nice é condenada pela quinta vez

thumbnail

O caso envolve a compra de uniformes escolares em 2013.

Procurado que usava nome falso em Jales é descoberto pela polícia

thumbnail

Ele estava sendo "procurado" pela Justiça por ter cometido um roubo qualificado na cidade de Mauá no ano de 2001.