Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018 às 07:38

Jales - Falta de projetos emperram repasses R$ 3 mi do CMDCA

Os recursos que poderiam otimizar o funcionamento de diversas entidades em Jales, está totalmente parado e sem perspectivas de utilização.

thumbnail

Dificuldades financeiras infelizmente fazem parte da rotina das entidades assistenciais e beneficentes da cidade de Jales, que a cada ano atravessam ainda mais dificuldades para fechar suas contas. O principal motivo para tal angústia está ocorrendo devido à falta de comprometimento dos órgãos públicos.

Os repasses financeiros mal dão para pagar funcionários e demais encargos de custeio, sendo que para tocar um projeto de atendimento as assistidos, cada entidade fica obrigada a fazer promoções como por exemplo, as vendas de pizzas, cachorros-quentes, bem como bingos e vendas de cupons promocionais. Com certeza em alguma dessas atitudes você já deve ter colaborado!

Na edição desta segunda-feira (12) a reportagem do Jornal do Povo da Rádio Assunção FM, conversou com Rivail Rodrigues Júnior, presidente do CMDCA e da ACAAJ de Jales, que destacou as dificuldades enfrentadas pelas entidades.

Segundo Rivail, a falta de projetos específicos, também emperram repasses do Conselho Municipal de Desenvolvimento a Criança e Adolescentede Jales, uma vez que mais de R$ 3 milhões continuam parados e não podem ser repassados as entidades, principalmente naqueles que tratam exclusivamente do combate as drogas.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

Ouça a entrevista

imagem

Jales - Ricardo Junqueira, acusa vereador Tiago Abra de ser contra a contratação de nova empresa para auxiliar a administração

thumbnail

O Auditor fiscal da Prefeitura de Jales que se encontra em período de férias, era também o Controlador Interno das finanças da municipalidade

Ação nas redes sociais alerta sobre as condutas proibidas a agentes públicos no período eleitoral

thumbnail

Posts nos perfis oficiais do MPF vão esclarecer o que pode e o que não pode ser feito por pessoas que trabalham em órgãos públicos