Sexta-Feira, 04 de Outubro de 2019 às 16:24

Futsal jalesense é campeão paulista da série A3 na categoria Sub 12

No último sábado de setembro, dia 28, a equipe jalesense de futsal APAFUJ/GRIFFE TEEN foi até a cidade de Penápolis/SP para disputar a grande final do Campeonato Paulista de Futsal Série A3 pela categoria sub 12.

thumbnail

A equipe de Jales enfrentou o Planeta Sport de Araçatuba, um dos times favoritos ao título. Mesmo com as dificuldades em quadra, Jales venceu Araçatuba pelo grande placar de 4 a 0, sagrando-se campeão paulista. A terceira posição ficou com a equipe Toque de Bola de São José do Rio Preto.

O campeonato reuniu oito equipes de várias cidades do interior de São Paulo, sendo elas Monte Líbano e Toque de Bola de Rio Preto,Planeta Sport de Araçatuba, AFUFER de Fernandópolis, Meninos de Ouro de Ouroeste, Yara Clube de Marília, APAFUJ/GRIFFE TEEN de Jales e o7 de Abril de Votuporanga.

O técnico da equipe jalesense de futsal, Tiago Luis de Melo, disse que graças ao esforço dos atletas mirins e o apoio dos pais, poder público e da comunidade em geral foi possível ter a alegria de conquistar mais um título. “É um prazer enorme conquistar mais um título importantíssimo para nossa cidade e consolidar a posição de melhor equipe de futsal da região de São José do Rio Preto”.

Vale ressaltar que nas categorias sub 10 e sub 14 de Jales também conquistaram a terceira colocação no Campeonato.

A equipe APAFUJ/GRIFFE TEEN recebe o apoio da Prefeitura de Jales por meio da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo (SMECT).

Com informações da Secretaria de Comunicação.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Jales - Donizethi da Citrus Jales assume diretoria do Projeto Corpo e Mente em Movimento

thumbnail

A posse da nova diretoria será realizada na noite desta sexta-feira, 21 de fevereiro, na sede do projeto com a presença de integrantes e autoridades.

Promotor questiona Prefeitura de Jales após falta de merenda na ETEC

thumbnail

A Representação no Ministério Público ocorreu após denúncia do vereador, Luiz Henrique Viotto, o Macetão. A Prefeitura terá cinco dias para responder aos questionamentos.