Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017 às 09:19

Frei Betto fez palestra em Jales com grande público e discussão de temas atuais

O salão de eventos da Escola Vocacional de Jales foi tomado por um grande público na manhã desta quinta-feira (10).

thumbnail

Vindos de várias partes da Diocese entre profissionais, alunos, professores e amantes do conhecimento, todos prontos para ouvir a palestra ministrada por Frei Betto, autor de 60 livros editados no Brasil e exterior.

Com a organização da Pastoral Universitária por meio de seu assessor Padre Eduardo Lima, que foi o anfitrião e recebeu no início do evento para a composição da mesa as autoridades presentes, entre eles, o Bispo Diocesano de Jales, Dom Reginaldo Andreita, que proferiu as palavras iniciais, o Bispo da Diocese de Votuporanga, Dom Moacir Aparecido de Freitas.

Como temática central foi apresentada por Frei Betto uma reflexão “Violação dos direitos humanos: Formas de escravidão na sociedade contemporânea”, logo no começo deixou bem claro que a discussão seria sobre o presente e atual momento de nossa história, apesar da palavra escravidão remeter ao passado, existem muitas formas de exploração hoje.

Um tema pertinente para Diocese de Jales que no dia 20 agosto, em sua 33º Romaria de Diocesana, o lema preparado será “Com Maria nos libertamos de novas escravidões”, no site oficial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) repercutiu o tema “Isso é um sinal que o grande poder seja político, econômico e ideológico vai se impondo. Por isso, nós vimemos sim determinadas condições de submissão a um poder que domina no qual, então, nós nos sentimos realmente não sujeitos”, afirmou o bispo.

Com forte atuação política em 2003 e 2004 Frei Betto atuou como Assessor Especial do Presidente da República e coordenador de Mobilização Social do Programa Fome Zero. Desde 2007 é membro do Conselho Consultivo da Comissão Justiça e Paz de São Paulo. É sócio fundador do Programa Todos pela Educação.

Ovacionado pelo público quando citou o cenário político nacional, principalmente seu descontentamento como o governo com uma frase muito aplaudida “FORA TEMER, TODOS BEM VINDOS”, o que conquistou a atenção de todos, e seguiu uma posição que é acompanhada pelos bispos do Brasil.  

A palestra ainda contou com um gesto concreto daqueles que compareceram e doaram um kg de alimentos não perecível, ou um caixa de leite que será revertida para as entidades assistidas. 



imagem