Quinta-Feira, 06 de Dezembro de 2018 às 16:17

Duas mulheres foram presas com drogas em Santa Albertina

As duas continuam á disposição da justiça para audiência de custódia, que decide permanência ou não na cadeia.

thumbnail

Em Santa Albertina duas mulheres foram presas pela Polícia com envolvimento no tráfico de drogas na tarde desta quarta-feira, 05 de dezembro.

O primeiro caso foi registrado às 17h20 na Rua João Rossignolo, sendo que a indiciada de 19 anos foi conduzida para Central de Polícia Judiciária uma vez que foi surpreendida com drogas sendo cocaína, crack e maconha, em virtude de um mandado de busca domiciliar cumprido pela Polícia, à droga estava no bolso da bermuda e a jovem foi encontrada saindo de casa.

Na Delegacia ela informou para a Polícia que na casa existiria mais entorpecentes, ao retornar ao local os policiais perceberam que o imóvel estava todo revirado e a droga já havia sido retirada a por outra pessoa.

Foram apreendidos 20 pinos de cocaína pesando 16 gramas, uma porção de cocaína maior, 6 porções de crack, além de uma porção de maconha, foram encontrados com a jovem R$ 330,00 em dinheiro, um celular e pinos plásticos vazios.

Na mesma rua 30 minutos depois a Polícia cumpriu outro mandado de busca domiciliar desta vez na casa de uma mulher de 37 anos com ela foram localizadas 20 pedras de crack, R$ 225,00 em dinheiro e um celular.

As duas tiveram voz de prisão decretada pela Justiça passaram por procedimentos na Central de Polícia Judiciária de Jales e foram recolhidas para uma cadeia pública da região enquanto aguardam audiência de Custódia.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Ilha Solteira - Carreta com 3 toneladas de MDF tomba em trevo próximo ao Ipê

thumbnail

Uma carreta que carregava mais de três toneladas de MDF, tombou na manhã desta quinta-feira (21), no trevo que fica próximo ao Bairro Ipê, em Ilha Solteira.

Seis anos atrás, a primeira homilia do Papa Francisco na Casa Santa Marta

thumbnail

A celebração da missa na capela da Casa Santa Marta se tornou uma das características mais marcantes do pontificado do Papa Francisco. A um pequeno grupo de fiéis, o Pontífice fala de coração aberto, comentando as leituras do dia.