Sábado, 10 de Fevereiro de 2018 às 10:39

Campanha da Fraternidade 2018 discutirá sobre Violência

Na próxima quarta-feira, dia 14, a Diocese de Jales, reunirá Prefeitos da Região, Autoridades e meios de comunicação para o lançamento da Campanha da Fraternidade 2018, na Escola Vocacional em Jales às 9h da manhã.

thumbnail

Com o tema “Fraternidade e Superação da Violência” a Igreja Católica discute durante o tempo da Quaresma, que se inicia na quarta-feira de cinzas, e durante o ano de 2018, a realidade e a necessidade de se construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência.


Segundo o Texto-base, nesta Campanha da Fraternidade desejamos refletir a realidade da violência, rezar por todos os que sofrem violência e unir as forças das comunidades para superá-las. Vamos lançar um olhar também para os rumores e os impasses que, há décadas, vêm dominando as políticas públicas de segurança. Os índices da violência no Brasil superam significativamente os números de países que se encontram em guerra ou que são vítimas frequentes de atendados terroristas.

A quaresma é o tempo de penitência e mudança de vida, tempo este em que a Igreja no Brasil, propõe temas da realidade, para que em comunidade se possa despertar a ação. Uma sociedade justa é construída a partir da consciência e ação de seu povo que luta pela dignidade humana. A Igreja tem papel fundamental para a construção desta sociedade, pois a Igreja é o próprio povo, que unidos formam o corpo de Cristo.


Fonte: Assessoria de Comunicação 


Mais informações de Jales e região você confere no www.radioassuncao.com.br


imagem

Jales - Ricardo Junqueira, acusa vereador Tiago Abra de ser contra a contratação de nova empresa para auxiliar a administração

thumbnail

O Auditor fiscal da Prefeitura de Jales que se encontra em período de férias, era também o Controlador Interno das finanças da municipalidade

Ação nas redes sociais alerta sobre as condutas proibidas a agentes públicos no período eleitoral

thumbnail

Posts nos perfis oficiais do MPF vão esclarecer o que pode e o que não pode ser feito por pessoas que trabalham em órgãos públicos