Quarta-Feira, 05 de Fevereiro de 2020 às 17:05

Após recomendação do MPF, Prefeitura de Jales comunica melhorias no transporte público de usuários do SUS

Veículos que levam pacientes para atendimento médico em outras cidades estão em condições precárias e serão substituídos ou consertados

thumbnail

Após recomendação do Ministério Público Federal (MPF), a Prefeitura de Jales informou que vai regularizar os ônibus e micro-ônibus que transportam pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) para atendimento médico em outras cidades, como Barretos e São José do Rio Preto. Os veículos, utilizados por cerca de três mil pessoas todos os meses, são antigos e se encontram em condições precárias de conservação.

Em resposta à atuação do MPF, o município comunicou que irá normalizar a situação em até 45 dias, cumprindo o prazo estabelecido pela recomendação para substituição ou reparo dos veículos que prestam o serviço. Entre as providências informadas pela prefeitura estão a contratação de empresa especializada na locação de ônibus, micro-ônibus e vans, bem como a licitação de serviços e peças para manutenção preventiva e corretiva dos transportes atuais.

Novo horário - Além disso, o município implantará dois horários diferentes de saída para pacientes que tenham atendimentos em São José do Rio Preto: um pela manhã e outro à tarde, o mesmo ocorrendo para o retorno a Jales. Tal medida, que também atende à recomendação do MPF, visa evitar que os usuários do SUS tenham que sair muito cedo para exames e consultas marcados no período da tarde, ou que fiquem esperando de forma prolongada para retornar à cidade quando os atendimentos são pela manhã – problemas até então enfrentados por pacientes e acompanhantes devido à disponibilização do serviço em um único horário.

As irregularidades no transporte público de saúde de Jales foram denunciadas por usuários e comprovadas pelo MPF durante vistoria realizada em outubro do ano passado. Na ocasião, foram inspecionados três ônibus e um micro-ônibus, todos antigos e com alta quilometragem. Os veículos apresentavam condições precárias de conservação e calor excessivo, inclusive com ar-condicionado inoperante em ônibus com janelas lacradas. A fiscalização também confirmou episódios em que o motor pegou fogo e houve demora na assistência.

Outro ponto cobrado pelo MPF durante a investigação, e comprovado pela Prefeitura de Jales, tem sido a realização de capacitação em humanização para os servidores do setor de transporte, visando à melhoria do atendimento aos usuários do SUS.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Procuradoria da República no Estado de São Paulo.

Mais informações de Jales e Região você confere em www.radioassuncao.com.br

imagem

Jales - Polícia Militar e Polícia Civil prendem três e apreendem mais de 50 kg de droga

thumbnail

Os três homens foram presos pela prática de tráfico de drogas e associação ao tráfico, além do crime de posse ilegal de arma de fogo.

Hospital de Amor Jales esclarece meios de doação

thumbnail

O Hospital de Amor Jales tem recebido inúmeras denúncias de que há na cidade um indivíduo recebendo doações em nome da instituição de forma indevida, com pedidos feitos de porta em porta.