Jornal do Povo - Notícias
ARTIGO - CUIDAR DE NOSSO QUINTAL - PADRE JOILSON DOMINGOS
Postado em 17 de Fevereiro de 2017 às 10:05hs
ARTIGO - CUIDAR DE NOSSO QUINTAL - PADRE JOILSON DOMINGOS
Com o objetivo de arrecadar fundos para as atividades assistenciais, três padres responsáveis pela Caritas Brasileira, tiveram a ideia de realizar uma Campanha da Fraternidade. Isto aconteceu em 1962, apenas em Natal, Rio Grande do Norte.

Só em 1964 que a Conferência Nacional dos Bispo do Brasil (CNBB) começou realizar esta campanha em todo o Brasil. Com objetivo despertar a solidariedade dos seus fiéis e da sociedade em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira, buscando caminhos de solução, a Campanha da Fraternidade tornou-se o principal meio de evangelização social da Igreja.

Desta vez, dando continuidade ao tema do ano passado “Casa Comum, Nossa Responsabilidade”, a reflexão terá como tema “Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida, e o Lema “Cultivar e Guardar a Criação (Gn2,15)”. O seu objetivo é cuidar da criação de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos à luz do Evangelho.

Já faz algum tempo que a Igreja vem nos alertando sobre os problemas do trato com o meio ambiente. A primeira Campanha da Fraternidade com este tema aconteceu em 1979 quando fomos levados à reflexão de preservar o que é de todos. Porém, a cada ano que passa as consequências de um crescimento desordenado e pouco planejado nos coloca cada vez mais num caminho sem volta.

Inspirada no documento papal Laudato Si, a Campanha da Fraternidade deste ano trás para o tempo da quaresma a vivência de uma espiritualidade franciscana. Para são Francisco de Assis o meio ambiente não pode ser tratado de qualquer jeito e principalmente ser explorado com o objetivo de obter lucro, até porque quando falamos de biomas, estamos falando de nosso “quintal”. É uma realidade próxima de nós cujo cuidado realmente deve ser nosso.

O bioma é definido como um conjunto de ecossistemas com características semelhantes, dispostos em uma mesma região e que historicamente foram influenciados pelos mesmos processos de formação. Nós fazemos parte de todo este ecossistema, e influenciamos negativa e positivamente em tudo o que existe nele.

No Brasil são seis os biomas: o Amazônico, que tem a maior bacia hidrográfica do mundo; o Pantanal, a maior planície alagada do planeta; a Caatinga, só existe no Brasil e cobre 8 estados do Nordeste; os Pampas, que tem como principal característica vegetação rasteira e fica localizado no Rio Grande do Sul; o Cerrado chamado de “caixa d’água do planeta”, que, por seu terreno arenoso, guarda as águas da chuva em seu solo; e o Mata Atlântica. Este, no qual moramos, na sua origem cobria 17 estados brasileiros, foi um dos mais ricos biomas da América do Sul, por cobrir a faixa litorânea e sofrer forte impacto humano desde o descobrimento do Brasil, hoje, tem apenas alguns fragmentos de florestas. Nosso maior desafio é cuidar do que restou.

Desta vez não estamos do lado de fora assistindo o que acontece, estamos interligados com cada ser existente, e todos, do menor ao maior, dependem da nossa ação de guardiões da criação divina. O Criador conta com cada ser humano para cuidar de nosso quintal.  Que esta Campanha da Fraternidade seja um tempo de reflexão, ação e louvor pela beleza da vida. Paz e Bem!

Santo Antonio do Aracanguá, 19 de fevereiro de 2017