columnist

Editorial da Semana

Editorial da Semana - Diocese de Jales

Sábado, 10 de Fevereiro de 2018 às 10:53

2018, OPORTUNIDADE PARA A PAZ

Pe. Joilson Domingos André

thumbnail

Já é fevereiro, o ano corre ligeiro e aproxima-se a quaresma tempo de penitência e reflexão. A quaresma, para nós do Brasil, é tempo forte de Campanha da Fraternidade que neste ano tem a paz o objeto de reflexão. O tema: Fraternidade e Superação da Violência, nos leva ao encontro de si mesmo, pois é a partir de nós que a violência se constrói e é também através de nós que ela é superada.

A paz pode se definir no encontro do outro já que a mesma não é ausência de conflitos, mas sim de ter atitudes pacíficas diante de situações conflituosas.

Isso nos mostra que o caminho da construção da paz tem sua origem nas relações humanas, então é na família que ela tem seu início já que é na família que se aprende a viver e contornar as situações de conflitos. Sendo assim, a criança sempre será o centro das nossas atenções. São elas que precisam de respeito em sua formação plena, pois em suas vidas adultas acabam repetindo o que vivem em sua infância, se por acaso os pais têm atitudes violentas diante dos filhos, é bem provável que estas se tornem violentas quando chegarem a idade adulta.

Além da família existem fatores externos que também fazem parte da formação plena da pessoa e neste ambiente a violência se apresenta de diversas maneiras como a violência psíquica, a física, a política, a midiática, a falta de segurança, um sistema de saúde que faltam recursos, uma educação que não corresponde ao anseio do aluno, um sistema econômico que constrói muitos muros e poucas pontes, as drogas, a intolerância religiosa, a falta de políticas públicas, a falta de saneamento básico que é uma violência contra a natureza e consequentemente uma violência a vida humana e outras realidades mais particulares que não promovem a paz em locais que nem sempre fazem parte diretamente da nossa vida como o campo, na figura das famílias que tenta sobreviver com o pouco que plantam, e a floresta na figura dos povos originais e do meio ambiente.

Para estas realidades o caminho exige uma resposta mais contundente, daí o lema: “Em Cristo somos todos irmãos” (Mt 23,8). No aprofundamento deste lema pode-se caminhar para uma sociedade construtora da paz onde exista um respeito a vida humana que leve em conta a realidade pessoal, comunitária e transcendental de cada ser.

Ao defender o respeito à vida humana o cristão escolhe um caminho, faz uma opção, que não passa pela força, nem pela violência, mas pela paz que não se cala diante de atitudes de violência e abre as portas para si e para o irmão. A abertura da campanha da Fraternidade será dia 14 de fevereiro às 9h da manhã na Escola Vocacional. Abramos nosso coração e deixemos transparecer a Bem-Aventurança guardada em cada um de nós. Somos construtores da paz, portanto não deixemos esta oportunidade passar, construamos este caminho, Igreja e Sociedade, sem deixar ninguém de fora.


Ouça a entrevista

imagem

ROMARIA EM DEFESA DA DEMOCRACIA

thumbnail

Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales

PEREGRINOS NA FÉ EM DEFESA DA VIDA

thumbnail

Pe. Natalino Sérgio de Araújo | Coordenado Diocesano de Pastoral